ENGIE em Portugal

Apresentação Grupo em Portugal

O Grupo ENGIE está presente em Portugal em 3 áreas de atividade:

  • Eficiência Energética
  • Redes Urbanas de frio e calor
  • Produção de Energia Elétrica

Com uma forte presença nos serviços de energia, a ENGIE é também o segundo maior player na produção de eletricidade em Portugal, com um portfolio diversificado de fontes de energia, onde se inclui cerca de 10% da produção eólica nacional.

O Grupo está representado em Portugal através de 4 empresas:

A ENGIE é uma empresa de referência na prestação de serviços de eficiência energética e na operação e manutenção de instalações técnicas a clientes dos setores Industrial e Terciário. Alinhada com a estratégia do Grupo, a ENGIE Portugal assume-se como uma empresa líder na transição energética, disponibilizando aos seus clientes soluções promotoras da sustentabilidade energética e ambiental, com o recurso a produção de energia térmica e elétrica por fontes renováveis, bem como distribuição e consumo eficientes. A ENGIE tem capacidade para investir nas instalações de energia dos seus clientes, assumindo o risco e garantindo resultados.

A CLIMAESPAÇO produz e distribui energia térmica através da Rede Urbana de Frio e Calor do Parque das Nações, a primeira infraestrutura deste tipo construída em Portugal. Fruto de uma ampla combinação de tecnologias inovadoras, a rede de Lisboa é reconhecida como uma das maiores referências internacionais neste domínio.

A ARCLASSE é uma empresa de referência no setor da climatização, especializada na conceção, instalação e manutenção de soluções eficientes. Com uma vasta experiência na indústria e nos edifícios, a ARCLASSE instala chillers e bombas de calor de elevada eficiência respondendo aos desafios da transição energética.

A TRUSTENERGY baseia a sua atividade na produção de eletricidade através da exploração de um portfólio diversificado de ativos com diferentes fontes de energia. Com uma capacidade instalada total de cerca de 3 000 MW, a TRUSTENERGY é o segundo maior player na produção de energia elétrica em Portugal, detendo cerca de 10% da produção eólica do país.